Especiais

 

Customização de Forma Rápida com Estilo Atemporal 

Resumo: Você com certeza possui algumas peças no seu guarda-roupas que perderam o estilo e ganharam um "ar" de passado... porém, com a aplicação de um leve detalhe e com criatividade, é possível resgatá-las para o momento atual e torná-las parte de uma NOVA tendência. Esta oficina oferece a você técnicas para a aplicação de detalhes em camisetas, shorts e calças, tornando-os diferenciados. Recicle, faça o resgate de seu bem estar e satisfação pessoal!

 Currículo do professor(a): Heudes Rodrigues Soares Santos foi oficineira do curso “Bolsas em Tecidos” no Inverno Cultural do ano 2015; do curso “Confecção de Bonecas de Pano” no ano 2014, na loja Fazendo Arte - São João del Rei; também ministrou o curso “Bolsas em Tecidos e Moda Casa” nos anos 2015, 2016 e 2017 , na Fundação Bradesco; e o curso em artesanato ARTES MANUAIS no CECRIA (Centro Educacional da Criança e do Adolescente), no período de 2004 a 2006 em Pirapora - MG.

Público-alvo: A partir de 15 anos

Pré-requisito: Dedicação e afinidade com costura

 Material do aluno: Máquina de costura (se tiver), linha de bordar, tesoura, retalhos de chitão, papel termocolante, agulha de mão, fita métrica, roupas, pedrarias de bijuterias, materiais afins para reciclagem.

Local: Sala 2.18 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio/UFSJ

Período: 23 a 26 de julho de 2018

Horário: 14h às 18h

Carga Horária: 16 horas/aula

Número de vagas: 12

  

Arte como Forma de Liberdade para Mulheres em Situação de Cárcere em São João del Rei

Resumo: A oficina objetiva oferecer uma diversidade de atividades arte-educativas às residentes e funcionárias da unidade feminina da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC - São João del Rei), buscando um Mapeamento Afetivo, metodologia ludo-pedagógica que propõe ouvir histórias e localizá-las no cerne deste território, a partir dos sentimentos e das memórias de cada mulher. Todas as dinâmicas serão realizadas de forma integrada e participativa, sendo compostas por rodas de conversa, dinâmicas de expressão corporal e jogos teatrais, exibição de filmes, fotografias e ilustrações, leitura coletiva, além da produção de desenhos, fotografias e narrativas livres.

Currículo do professor(a): Taís de Amorim Manoel é comunicóloga, arte-educadora e gestora de projetos culturais. Pesquisa a educomunicação e a produção artística como possibilidade de transformação social, a partir de uma perspectiva integral e participativa, considerando as subjetividades os territórios populares. Já atuou como jornalista, assistente de projetos, atriz e arte-educadora em organizações da sociedade civil no Rio de Janeiro (Observatório de Favelas, Anistia Internacional, CECIP, KBela e Instituto Municipal Nise da Silveira), coletivos, ocupações, escolas e universidade da rede pública em Salvador - BA (Cinedadania, Comunidade Chácara Santo Antônio e UFBA), São João Del Rei - MG (Grupo Dandara e Teatro da Pedra) e São Paulo (Coletivo Vermelha). Atualmente, trabalha no SESC - Rio e desenvolve um projeto independente na unidade feminina do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (RJ), fruto da preparação de elenco que fez para o filme Meninas InVisíveis (2018), contemplado pelo edital da Secretaria de Estado de Cultura.

Público-alvo: mulheres em situação de privação de liberdade residentes e funcionárias da APAC - São João del Rei, de 18 até 65 anos.

Pré-requisito: ser integrante da APAC feminina de São João del-Rei

Material do aluno: Roupas confortáveis e objetos pessoais que marcam sua história

Local: APAC São João del-Rei

Período: 23 a 27 de julho, segunda a sexta-feira

Horário: 14h às 17h

Carga Horária: 16 horas/aula

Número de vagas: 25

   

Tecelagem e Arte 

Resumo: Esta oficina oferece uma introdução às técnicas básicas de tecelagem e cestaria, experimentando materiais inusitados para compor estruturas têxteis, transitando entre arte e artesanato, por meio de suas possibilidades técnicas, sua história e seu contexto no âmbito das artes visuais.

Currículo do professor(a): Thatiane Duque é artista, doutoranda em Artes, na linha de Poéticas Tecnologias da UFMG. Mestre em Arte e Tecnologia pela Universidade de Barcelona, na Espanha. Foi professora no curso de graduação em Artes Plásticas da UFMG, e nos cursos de graduação em Ciência de Computação e graduação técnica em Jogos Digitais da Universidade FUMEC. Em 2017, recebeu o prêmio de 1 lugar no XVI Salão Nacional de Arte de Jataí (GO). Bruno Duque - artista visual, mestre em Arte e Tecnologia pela UNB. Graduado em Xilogravura e Fotografia pela Escola Guignard - UEMG. Foi professor de Comunicação Visual no SENAI - CECOTEG -BH. Atualmente é professor de Artes na Arena da Cultura- BH. Vem participando de exposições, salões e prêmios de arte no Brasil e exterior.

Público-alvo: A partir de 15 anos

Pré-requisito: Nenhum

Material do aluno: Agulha para tapeçaria (num. 13)

Local: Sala 2.15 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio/UFSJ

Período: 21 e 22 de julho de 2018

Horário: 13h às 17h

Carga Horária: 08 horas/aula

Número de vagas: 10

  

Mulheres nas Artes Visuais - a artista e a história da arte 

Resumo: Ao longo da História da Arte, as produções realizadas por mulheres, em sua grande parte, foram ignoradas, banalizadas, escandalizadas ou ocultadas, o que mostra uma visão histórica tradicionalmente construída por homens. Diante disso, uma grande lacuna se abre nas propostas reflexivas e educacionais a esse respeito, que a História da Arte tende a instigar. Baseada em pesquisas pessoais desenvolvidas ao longo do processo acadêmico, a oficina propõe uma estimulante análise dos períodos históricos da arte, através de uma linha do tempo constituída desde a pré-história até a contemporaneidade sobre produções feminina. Tal análise será sucinta considerando a semiótica de alguns trabalhos, dando ênfase ao período entre os séculos XVII e XXI, onde temos mais registros de mulheres artistas. Durante todo o processo, a abordagem será feita por meio de dinâmicas que avaliam as percepções instauradas e acrescentam novos valores a narrativa da história da arte conhecida até então, que tendem a buscar e saber organizar informações, reconhecendo e compreendendo a variedade artística.

 Currículo do professor(a): Flaviana Lasan - Artista visual e produtora de campo, desenvolve investigações que desdobram-se em performances, instalações, escrita e produções audiovisuais. Graduanda em Artes Visuais-Licenciatura pela UEMG e Restauração e Conservação de Bens Imóveis e, como produtora de campo (abordagem e mediação de processos criativos in loco de outros artistas), trabalhou em projetos nacionais e internacionais, dentre eles o JA.CA - Centro de Arte e tecnologia e a Editora Zupi. Em 2014 adquiriu o prêmio Jovens Artistas Plug Minas, em 2015 foi finalista do VII Salão de Arte de Itabirito - integrando o Coletivo de Cinzas. Compõem o Coletivo CasAzul e atua na Fundação Clóvis Salgado.

Público-alvo: A partir de 15 anos

 Pré-requisito: Nenhum

Material do aluno: Caderno de anotações e caneta/lápis

Local: Sala 2.16 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio (CSA)

Período: 26 a 28 de julho de 2018

Horário: 14h às 17h

Carga Horária: 08 horas/aula

Número de vagas: 25

  

Dança Contemporânea - o corpo e suas possibilidades no espaço 

Resumo: A oficina tem o objetivo de preparar o corpo para as práticas corporais da Dança em lugares não especializados, como espaços urbanos, ao ar livre, praças, ruas, etc, utilizando dos princípios técnicos corporais propostos por Vanilton Freitas (Lakka), intérprete-criador de danças urbanas. O que se pretende é levar a uma reflexão crítica entre corpo/estúdio e corpo/cidade, criando essa relação na prática com aulas em espaço especializado e posteriormente em espaços urbanos (praças, parques, ruas) e preparando o intérprete para se utilizar do corpo, não somente no e para o palco italiano, espaço especializado, mas também para e em espaços urbanos como praças e ruas.

Currículo do professor(a): Vinícius Monteiro- Bacharel e Licenciado em Dança pela Universidade Federal de Viçosa. Participou de trabalhos artísticos dos coreógrafos Vanilton Lakka, Solange Caldeira e Alex Neoral. Se apresentou como bailarino no Seminário Nacional "Concepções Contemporâneas em Dança"; no Circuito Sesc de Artes de 2014; VIII Seminário de Dança de Joinville: Deixa a rua me levar!; VI Conexão Dança em 2014 e participou como ginasta da LUVE pela Universidade Federal de Viçosa, na semana de Ginástica Mineira em 2010. Professor do Curso de Extensão em Dança de Salão pela Universidade Federal de Viçosa desde 2010.

Público-alvo: A partir de 15 anos

Pré-requisito: Nenhum

 Material do aluno: Nenhum

Local: Sala 2.01 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio (CSA)

 Período: 23 a 26 de julho de 2018

 Horário: 15h às 17h

 Carga Horária: 08 horas/aula

 Número de vagas:  20

 

 

 Programa Saberes da Terra: oficina de tinta de terra 

Resumo: O Programa Saberes da Terra, atuante desde 2011, propõe o resgate da arquitetura vernacular - aquela que utiliza elementos locais, como a terra -, com o objetivo de discutir o patrimônio com a comunidade. A oficina de tinta de terra é composta por uma primeira etapa teórica sobre a técnica, seguida da etapa prática de produção da tinta à base de terra e sua aplicação.

Currículo do professor(a): Maria Emília Barros Rezende - é estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) e bolsista no Programa de Extensão Saberes da Terra desde 2014.

Público-alvo: A partir de 16 anos

Pré-requisito: Nenhum

Material do aluno: 01 pincel e um recipiente para a produção da tinta (exemplo: potinhos plásticos) e papel (cartolina, craft, folha branca, etc).

Local: Pátio do Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio (CSA) - próximo ao tanque

Período: 28 de julho de 2018

 Horário: 15h às 17h

 Carga Horária: 02 horas/aula

 Número de vagas: 15

  

 II Oficina Cultural: IF Sudeste MG e Escola Municipal Carlos Damiano Fuzatto - CaicRei

Resumo: Voltada para os alunos da Escola Escola Municipal Carlos Damiano Fuzatto (Caic), a segunda edição da presente oficina pretende proporcionar atividades culturais/artísticas e esportivas, que visam o fortalecimento do vínculo entre esta comunidade educativa e o IF Sudeste MG- campus São João del-Rei.

Currículo do professor(a): Janaína de Assis Rufino é Doutora e Mestre em Estudos Linguísticos pela UFMG. Possui estágio técnico-doutoral na Université de Genève-Suíça em Análise do Discurso e Prosódia (financiado pela FAPEMIG). É especialista em Extensão Universitária pela UFSJ e em Língua Portuguesa pela PUC-Minas. Atualmente é professora efetiva do IF Sudeste Campus São João del-Rei. Atua ainda como Diretora de Extensão.

Público-alvo:  de 07 a 15 anos

 Pré-requisito: ser aluno da Escola Municipal Carlos Damiano Fuzatto

 Material do aluno: Nenhum

Local: Escola Municipal Carlos Damiano Fuzatto

 Período: 23 a 27 de julho de 2018

 Horário: 8h às 11h30

 Carga Horária: 18 horas/aula

 Número de vagas: 200 

  

Aos Sons dos Tambores: memória, música e cultura negra

Resumo da oficina: Crianças são curiosas em relação ao mundo em que vivem.... Queremos ajudá-las a ver esse mundo por um olhar que respeita as diferenças e quebra barreiras sociais. E isso só pode ser feito com conhecimento... Por isso, as convidamos a passear pela cultura negra brasileira, através da música de Clara Nunes (1942-1983). Tudo isso brincando e cantando, aos sons dos tambores.

Currículo do professor(a): Silvia Brügger é professora do curso de graduação e de Pós-graduação em História da UFSJ, coordenadora do programa de extensão Memorial Clara Nunes, pesquisadora na área de história social da cultura, com ênfase nas memórias do cativeiro e do pós-abolição no Brasil. Rafael Teodoro Teixeira é aluno do curso de Mestrado em História da UFSJ, voluntário do programa de extensão Memorial Clara Nunes, onde coordena o setor pedagógico, e pesquisador das religiões afro-brasileiras.

Público-alvo: Crianças de 07 a 10 anos

 Pré-requisito: Nenhum

 Material do aluno: Nenhum

Local: Sala 2.04 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio (CSA)

 Período: 25 a 27 de julho de 2018

 Horário: 14h às 17h

 Carga Horária: 09 horas/aula

 Número de vagas: 15

 

 Compreendendo as Restrições Alimentares para a Alimentação Saudável: receitas para uma doce vida ( 3 turmas)

Resumo da oficina: A oficina culinária busca a sensibilização para modos saudáveis de se alimentar. Com a pressa atual do cotidiano, adquirimos o hábito da alimentação rápida e processada, com conservantes, corantes, sal, açúcar, negligenciando o saudável. Quem tem restrições alimentares como diabetes, hipertensão, alergias, doença celíaca, obesidade, dislipidemias, se vê sem recursos diante da cultura do fast food. Na oficina, teremos opções de ingredientes e receitas sem açúcar, sem leite, sem ovo e sem glúten.

Currículo do professor(a): Fernanda Márcia Azevedo Gomes - Psicóloga clínica e culinarista, especialista em Saúde da Família (Unesp) e Mestre em Psicologia (UFSJ). Coordena o Espaço Psicoalimentar, em São João del-Rei/MG, atendendo crianças, adolescentes e seus familiares com problemas alimentares: alergias, diabetes, hipertensão, obesidade, transtornos alimentares, dentre outros. Além de atendimento clínico individual, realiza oficinas de alimentação, consultorias, palestras, atividades lúdicas e grupais em instituições.

Público-alvo:

Oficina 1 - crianças entre 7 e 12 anos - Nela, serão produzidos cookies de amendoim, banana e chocolate; tapiocas coloridas (cenoura, beterraba e espinafre), e chips saudáveis (batata doce, beterraba, cenoura, mandioquinha). 

 Oficina 2 - adolescentes entre 13 e 18 anos - Nela serão preparados pão de “queijo” (sem queijo) de mandioquinha; bolo de cenoura com cobertura de brigadeiro de feijão preto, e hambúrguer saudável.

 Oficina 3 - adultos a partir de 19 anos - serão preparados biomassa de banana verde, bolo de arroz cru, quiche com biomassa e sucos com biomassa. 

 

* Todas as oficinas serão realizadas em ambiente livre de glúten, leite e ovo, garantindo segurança alimentar para os alérgicos.

 Pré-requisito: Colocada junto ao público alvo.

 Material do aluno: Papel e caneta.

 Local: Espaço Psicoalimentar (Rua Dom Silvério, 145, Dom Bosco)

 Período: 21 e 22 de julho de 2018

 Horários:

Oficina 1 - 21/07 - 9h

Oficina 2 - 21/07 - 14h

Oficina 3 - 22/07 - 14h

 Carga Horária: 09 horas/aula

 Número de vagas: 12 vagas por turma


Universidade Federal de São João del-Rei
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
2016/2018 - Todos os direitos reservados