Literatura

 

 Produção Literária Independente 

Resumo da oficina: A oficina ensina a produzir livros artesanalmente. Será dividida em três etapas: 1ª) a oficina de criação literária, que tem o intuito de despertar a arte da escrita em jovens e adultos, e ou instigar esta prática naqueles que já desenvolvem; 2ª) aula de diagramação básica, para garantir que os participantes da oficina saibam editar seus próprios livros futuramente; 3ª) oficina de confecção de livros feitos com capas de papelão, nesta última, os participantes aprenderão as diretrizes básicas para a fabricação de livros artesanais, prezando pela qualidade do produto, tais como medidas e moldes das capas, tipo de papelão, costura, pinturas etc.

Currículo do professor(a): David Henrique Nunes de Lima (1995) é poeta, músico, produtor cultural e coordena a editora Lara Cartonera. Mora em Belo Jardim/PE e estuda Comunicação Social em Caruaru/PE. Publicou os livros Útero de retratos mundanos (2013), Poemas sem cabrestos (2014) e participa de várias antologias locais e nacionais. Na música, lançou o EP Desencontrários (2015) em parceria com o artista Pierre Tenório e o EP Escombros (2016) com a banda Virgulados, da qual é integrante e fundador. Atualmente se arrisca como cineasta e assinou a direção dos curtas Pelos Galhos da Jurema (2016) e Ventre morto (2016), ambos produzidos de forma independente. Atualmente se dedica a encontrar caminhos para expandir a produção cultural no Agreste pernambucano.

Público-alvo: A partir de 12 anos

Pré-requisito: Interesse por literatura ou produção editorial

Material do aluno: Caderno e caneta para anotações

Período: 24 a 27 de julho de 2018

Horário: 14h às 18h

Carga Horária: 16 horas/aula

Local:  Sala 3.21 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio/UFSJ (Praça Frei Orlando, 170 - Centro)

Número de vagas: 20

 

Oficina Experimental de Poesia 

Resumo da oficina: O mundo está lotado de coisas. Na Escola das Facas de João Cabral, aprende-se a escrever com os coqueiros, com os ventos alísios, com a pedra, com a lâmina. Na Mesa de Francis Ponge, aprende-se o vocabulário da mesa, da cadeira, da parede. Na longa tradição dos haikais, aprende-se o espanto com o bambuzal, com o grão de areia, com a pétala solitária. O objetivo dessa oficina é proporcionar uma entrada no mundo da poesia a partir do mundo das coisas: o que é possível aprender com objetos? Com o material bruto da vida? Com essa multidão de coisas que convive conosco e que insistimos em ignorar? Com essa oficina, as coisas deixam de ser instrumentos. Aprenderemos diversas técnicas a partir de material didático selecionado, leitura de poemas tradicionais e contemporâneos, exercícios de contemplação e caminhada, etc. No final do curso, cada aluno terá a oportunidade de desenvolver um pequeno zine para distribuir no festival.

Currículo do professor(a): Rafael Zacca é poeta, crítico e oficineiro. Doutorando em Filosofia (PUC-Rio), pesquisa a obra de Walter Benjamin. Co-articula a Oficina Experimental de Poesia (OEP). É membro do Núcleo de Pesquisas Arte, Autonomia e Política. Integra o Plataforma de Emergência, grupo de pesquisa e ação de professores universitários e artistas no Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica (CMAHO). Ministra oficinas de poesia e de crítica em diversos aparelhos culturais, universidades e escolas. Crítico do jornal Rascunho e da revista Escamandro. Foi artista residente no CMAHO (2016) e no PACC, Laboratório da Palavra, UFRJ (2017). Participou da “Ils, Ellos, Eles”, primeira exposição da artista franco-argentina Julieta Hanono no Brasil (CMAHO), em que propôs um laboratório experimental de tradução. É um dos autores do livro de criação poética Almanaque Rebolado (2017). Em poesia publicou “Kraft” (2016), “Mini Marx” (2017), “Mega Mao” (2018) e tem, no prelo, “A estreita artéria das coisas”.

Público-alvo: A partir de 14 anos

Pré-requisito: Pessoas interessadas em começar ou melhorar na escrita de poemas

Material do aluno: Nenhum

 Período: 23 e 24 de julho de 2018

Horário: 14h às 18h

Local: CEREM (Centro de Referência Musicológica José Maria Neves) - R. Mal. Bitencourt, 24, Centro.

Carga Horária: 08 horas/aula

Número de vagas: 20

 

Literatura Infantil e Velhice 

Resumo da oficina: A importância da literatura infantil é reconhecida, porém, ainda há pouca oferta de livros para crianças que tratam da temática velhice. A oficina estará baseada numa “ação educativa gerontológica”, isto é, um fazer pedagógico progressista planejado de maneira intencional por uma educadora com formação na área de gerontologia, a fim de causar impacto nas atitudes de pessoas mais jovens em relação aos idosos, por meio de uma prática dialógica e problematizadora. Para isso, os participantes entrarão em contato com 30 obras que apresentam diferentes modos de viver a velhice.

Currículo do professor(a): Mônica de Ávila Todaro é pedagoga, mestre em Gerontologia e doutora em Educação pela UNICAMP. Possui larga experiência na Educação Básica. É docente do curso de Pedagogia e do Mestrado em Educação da UFSJ. Líder do grupo de pesquisa "Pedagogia do Corpo Consciente" (CnPq). Publicou vários livros, entre eles três de Literatura Infantil: "O alfabeto, os nomes e o tempo"; "A menina e suas três avós" e "A risada de Bia".

Público-alvo: A partir de 12 anos

Pré-requisito: Nenhum

Material do aluno: Nenhum

 Período: 27 de julho, sexta-feira

Horário: 15h às 17h

Local: Sala 3.01 - Pavilhão de Aulas do Campus Santo Antônio/UFSJ (Praça Frei Orlando, 170 - Centro)

Carga Horária: 02 horas/aula

Número de vagas: 20

 

 


Universidade Federal de São João del-Rei
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
2016/2018 - Todos os direitos reservados