NOTÍCIAS

Livros para uma tarde de domingo

O último dia do 30° Inverno Cultural UFSJ foi, também, o segundo dia de lançamento de livros do festival. Entre obras ficcionais, estudos e poesias, saíram do forno 12 obras inéditas. Um momento de valorizar a produção de livros artesanais e independentes.

Os lançamentos destacavam-se por seus diversos temas e gêneros, do saci pererê à abordagem clínica de transtornos mentais. Eram livros de poesias, de peças teatrais, contos e romances, mas também estudos ambientais, tecnológicos.

A estudante e uma das autoras das obras lançadas, Louise Nascimento, vê o evento como uma afirmação de que é possível produzir arte. “Ter a chance de lançar o livro é um marco. Para os jovens escritores é uma prova de que é possível criar e transmitir sua mensagem”.

A escritora ressalta que a diversidade dos livros é uma clara característica do festival. “Poder lançar o livro em um evento da Universidade é sentir que as portas estão abertas, que autores independentes podem ser valorizados e ouvidos”. Louise é uma dos seis autores do livro de contos Pôquer a seis.

A produção semi ou artesanal foi a escolha para muitos autores da noite. A dificuldade de lançar um livro em editoras abriu a possibilidade de que cada um deles acompanhasse todo o processo de produção. Para alguns, a confecção artesanal da obra permitiu explorar a parte gráfica. O livro Seu Modo de Arranjar as Flores, de Herbert Emanuel, foi feito no formato de marcador de livro, tanto na vertical, como na horizontal.

As ilustrações também firmaram posição relevante nos livros. Em Pássaro Livre, de Déborah Vieira, o romance fictício ganhou contorno nas mãos da ilustradora Laila Zin.

A tarde também foi de lançamentos ligados a distintos campos da ciência e da academia, como Olhar Ambiental sobre o Centro Oeste de Minas Gerais, de Adriano Guimarães Parreira, que faz um estudo sobre os aspectos geográficos. O livro já tinha sido distribuído em escolas públicas. A aplicação em ambiente acadêmico encontra potencial ainda em obras de caráter mais acadêmico, como Internet das Coisas com Esp8266, Arduino e Raspberry Pi, do professor Sérgio de Oliveira, e Psicopatologia: Abordagem Clínica dos Transtornos Mentais, de Richardson Miranda Machado.

Dia de lançamento, mas de encerramento, já que era o último do 30° Inverno Cultural UFSJ. Ou, como definiu o coordenador da área de literatura, professor Jairo Faria, “momento de celebração da cultura, em uma cidade em que ela se manifesta de forma livre e plena”. As cortinas se fecharam ao som de cantigas no violão e agradecimentos aos autores.

 

Texto: Maria Luisa Mello
Edição: Rogério Alvarenga
Foto: Segundo dia de lançamento de livros, 30° Inverno Cultural UFSJ. Crédito: Thais Andressa
Publicado em: 02/08/2018


Universidade Federal de São João del-Rei
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
2016/2018 - Todos os direitos reservados