PALESTRA “POEMA SONORO: UMA LEITURA TECNORRIZOMÁTICA DA POESIA”

 

O poema sonoro como resultado da apropriação das plataformas sonoras primordiais - o corpo e a voz - e digitais - processadores de voz, sintetizadores, samples, etc. - cria um campo de leitura da poesia que o poeta Herbert Emanuel denomina de tecnorrizomática, apropriando-se do conceito de rizoma dado pelo filósofo Gilles Deleuze. Trata-se, ao cabo, de defender a ideia de que o poema sonoro, quando bem feito, funciona também como uma poética da leitura, poiésis, capaz de suscitar outros modos de escuta e recepção da poesia.

 

 

Herbert Emanuel é amapaense, poeta e professor de filosofia, com vários livros de poemas publicados, com traduções para o castelhano e catalão. Apresenta-se também como poeta performático, com poesia sonora, em vários encontros de literatura e poesia por este Brasil afora. É integrante do Tatamirô Grupo de Poesia e do Pium Filmes - Movimento do Cinema Possível em Macapá.

 

Dia: 25 de julho, quarta-feira

Horário: 18h30

Local: CEREM (Centro de Referência Musicológica José Maria Neves) - R. Mal. Bitencourt, 24, Centro.

Público: Livre


Universidade Federal de São João del-Rei
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
2016/2018 - Todos os direitos reservados