Notícias

O poeta é a pimenta do planeta. Se é para marcar seu papel na sociedade, longe de reduzi-los a espaços marginais, levemos os poetas até os holofotes neste Inverno Cultural. Lá estava um local propício a apimentar o evento: a Noite de Poesia (Des)encontro (Des)marcado, no Centro Cultural UFSJ, na última quinta-feira, 26.

Se depender de Tuca Boelsums, as tradições e cantigas rurais não vão morrer. O cantor levou a atmosfera bucólica de suas canções ao Conservatório Estadual de Música Padre José Maria Xavier com o show Cantos rurais, na noite da última quarta-feira, 25, em evento do 30º Inverno Cultural UFSJ.

A quarta-feira, 25, foi dia de contação de histórias infantis no Inverno Cultural. O espetáculo Foi coisa de Saci instigou a imaginação e a memória afetiva de pais e filhos no Solar da Baronesa. Os contos sobre a ilustre figura do folclore resgatam a tradição oral, ao mesmo tempo em que transmitem para as crianças elementos da cultura popular.

Cortejar para encerrar. E assim começa o último dia do 30° Inverno Cultural UFSJ, com muita alegria e os tambores do jongo e do congado, que ainda tem, ao longo da programação de domingo, lançamento de livros e shows com Tamara Franklin e Pimenta de Macaco.

Acima do portão de ferro, a imagem da caveira anuncia o ano de fundação do campo-santo: 1836. Abaixo, as iniciais das mãos responsáveis por fundir o portal: Jesuíno José Ferreira. O raro cemitério coberto da Ordem Terceira do Monte Carmelo desperta atenção dos que acreditam que os seus altos muros escondem bem mais do que uma arquitetura centenária.

A quarta noite de Inverno Cultural teve espaço para o jazz e o samba-jazz, com Celso Moreira e banda. O Conservatório Estadual de Música Padre José Maria Xavier foi o local propício para esse tipo de apresentação, que atraiu um bom número de fãs do guitarrista e entusiastas de jazz em geral.

Não estranhe se, ao passar no pátio do Campus Santo Antônio neste sábado à tarde, encontrar verdadeiros personagens devidamente caracterizados e prontos para atuar. É a apresentação da residência Figurino em Ação, que trabalhou o processo de criação artística e performática até a última sexta, 27.

A oficina Primeiros Passos – Iniciação ao Teatro, ministrada por Zilvan Lima, aluno do curso de Teatro e bolsista do projeto de extensão “Brincando com teatro”, realizada nos dias 26 e 27 de julho no Campus Santo Antônio, propôs, por meio de jogos e brincadeiras, questões relacionadas ao fazer teatral.

Relembrar as histórias que nossos avós nos contavam é uma maneira de manter viva a cultura da oralidade e de resgatar nossa própria ancestralidade. É com esse intuito que Marcelino Ramos trouxe causos, cordéis e poesias populares para o Centro Cultural na noite de terça-feira, 24, para o Inverno Cultural.

A rua como palco. É assim que o coletivo Toda Deseo trabalha, levando arte e resistência a espaços públicos e alternativos da cidade. Neste Inverno, o coletivo promoveu a oficina Corpo-Cidade: Experimentos para Sobreviver em Tempos Sombrios numa busca por diálogo e novas experiências, e no dia 28 apresenta o espetáculo SER – Experimento para Tempos Sombrios.

No oitavo e penúltimo dia do 30° Inverno Cultural, ainda há muita coisa para se ver, ouvir e sentir! As crianças terão um espetáculo só para elas. Para todos os públicos; o canto, a arte, a dança, a experimentação, a moda, o teatro, a crítica, a música e a poesia dialogam entre si, nas diversas apresentações do dia.

O Campus Tancredo Neves (Ctan) foi cenário, no dia 24, da montagem de O Jardim das Cerejeiras, de Anton Tchekhov. Apresentada por alunos do curso de Teatro da UFSJ, a peça em quatro atos explorou a Sala Preta e a parte externa do Campus. O enredo aborda relações familiares sob a realidade político-social na Rússia do começo do século XX.


Universidade Federal de São João del-Rei
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários
1988-2019 © Todos os direitos reservados